A linha proibida

| foto: pixabay

Ultrapassei
Ultrapassei a linha limite
A linha que faz você sentir o desejo de voltar,
De voltar para o início
Onde todas as coisas eram simples

Ultrapassei
Não sabia as consequências
Só sentia a necessidade de seguir ultrapassando a área proibida
Mas não era propriamente para fazer tudo diferente
Mas para sonhar outra vez

Até então não entendia a latência e emergência de sonhar outra vez
Até então não sabia o que vazio de esperanças e sonhos queriam me dizer
E estou aqui atrás da linha
Pronto para o começo, para o recomeço

Eu não sabia que seria assim
Não sabia que voltaria a sonhar
Não sabia que podia voltar a acreditar
Eu estou aqui agora e tudo parece como um sonho

Ultrapassei a linha proibida
E agora, mesmo passado todos esses anos,
Estou pronto para conquistar
Aquilo que acreditei um dia ser capaz

Estou pronto para seguir adiante
Pelo caminhos proibidos pela linha ultrapassada
Seguir em frente tendo em mente
Que agora posso voltar a sonhar e acreditar em mim outra vez

  

MAIS DE ÓTICA COTIDIANA