Redes sociais são como uma praça pública







Uns falam o que quer, outros fofocam.
Uns estão só para ganhar visibilidade, outros estão à procura do que lhes falta.
Há àqueles que só querem esquecer a realidade da própria vida, usando o pouco que tem para dizer que é muito.
Na praça há quem julgue, há quem reclame, há quem proteste usando os referenciais democráticos.
Mas há também o 'Maria vai com as outras', o alienado, o limitado, o expectador.
Há quem pense e há quem prefira não pensar.
Há quem faz e há quem deixa de fazer.

Se neste mundo há de tudo, nas redes sociais também.

Recortes segmentados da vida real, seu nome: redes sociais.



Comentários

Gostei disso. Para refletir... beijos, Vini..
Vinicius disse…
Obrigado pelo comentário Helena!
Fico feliz que tenha gostado!

Beijos!
Mailson Furtado disse…
Muito bom cara, o teu espaço...

Parabéns mesmo...

E bela reflexão sobre teu post...
Jadiinho disse…
esse menino não é bom escritor não, é o melhor.
Vinicius disse…
Mailson Furtado, Jadiinho:

Muito obrigado pelo comentário!
Fico feliz que tenha gostado do texto.


Abraços!

EM ALTA