Os dias, às horas


Em meio a tantas conexões com o mundo, as respostas encontram-se no silêncio das palavras, no próprio eu


Os dias vão passando e mais uma noite terminando. Como as coisas mudam e como tudo passa. Uma semana inicia antes mesmo de vermos a luz do dia. Assim é o curso da vida.
Tantos movimentos, tanto tempo, tantas coisas a viver. Parece óbvio imaginar possibilidades. Mas às vezes o melhor a fazer é não acreditar nele. Porque afinal de contas, nem sempre acreditar no fácil é a melhor saída. Embora reconheçamos que seja sempre a solução mais rápida.
Uma saída pode estar tão perto e visível, que pode ser confundida com o óbvio. É difícil vê-lo e entendê-lo, mais ainda se acalmar e esperar. Porque como num ciclo, as coisas sempre tomam o seu lugar. O escuro e o desespero, de repente, como coisas óbvias, se tornam claros e tranquilos. Mas por que falar dessas coisas? Talvez pelo simples e mais óbvio motivo: há vida correndo por aí, em todos os cantos e no fundo estamos procurando elementos que justifiquem as nossas escolhas. Nas escolhas a consciência e nela o aprendizado.
Uma semana se iniciando, novos dias estão chegando. Novos fatos e novas pessoas. Segunda-feira?  Como muitos dizem, é o dia de começar algo novo. “Ah preciso emagrecer, começarei na segunda uma dieta!”, diz uma jovem perdida numa seção de doces do supermercado, aliviando a própria culpa.
É o domingo que se vai e a segunda-feira que chega. É a fome por novidades e momentos, que nem sequer aconteceram. A fome pela vida, a fome em aproveitar, vivê-la, dominá-la, vencer. É um desafio diário conviver em meio às horas e os dias, com o óbvio e com o nosso próprio eu. Os dias, as horas, tão efêmeros, quanto verdadeiros. 


# Footnotes:
Tudo que parecia ser explicado e entendido, na verdade não é.



Comentários

Gaby.! disse…
Hei, nova leitora chegando para ti. ^^ Gostei muito de seu post e de seu blog. Realmente, concordo, quando não enxergamos algo, pode ser ou é o obvio atrapalhando... E pensando bem agora, isso acontece muitas vezes comigo oO Enfim... Apareça...
Anônimo disse…
esse lance de dias e horas me lembrou do desafio que o professor de matemática passou

vi: e eu com isso ? --'

EM ALTA