De tempos em tempos



De tempos em tempos as estrelas parecem mudar de lugar. O sol tão quente, passado algumas horas, parece esfriar. As mudanças visíveis que chegam a cada momento, quem sabe não são resquícios das coisas óbvias ou expectativas? Sonhos de tempos antigos ou talvez de momentos recentes? Lá no fundo há algo intocável e original. Quem sabe encoberto por muitas coisas, mas de qualquer forma é só seu.
O sol não está esfriando, as estrelas novas que aparecem são apenas uma mudança no foco. Uma mudança na forma de conceber o mundo. Tudo que está ali já foi definido e funciona em plena harmonia. Às vezes você busca por muitas respostas, outras vezes por mudanças. 
Mil formas de dizer e sentir alguma coisa. Às vezes você só tem vontade de fugir, mas sente que precisa continuar. O caminho pode representar um risco, mas ele pode parecer interessante. O chão pode parecer espinhoso, o coração pode ser ameaçado e pode se quebrar. O maior de todos os desejos pode evaporar e você continuará com sede. Medindo as possibilidades, o risco pode valer a pena.
De tempos em tempos, quando você sente o sol esfriar, a atmosfera te parece outra. Paradoxalmente e sem entender muito bem, você sente que o risco e a mudança precisam estar mais próximos as coisas mais desejadas. Talvez você só precise olhar mais as estrelas mudando o foco. Àquilo imutável, só seu, mais do que nunca vai te ajudar.
Um segundo volátil, um sorriso efêmero. Se não existisse a dúvida, se não existisse a certeza, qual seria o sentido de tudo?

Comentários

Postar um comentário

Bem-vindo a Ótica Cotidiana!
Obrigado pela visita e leitura do texto.


Participe deixando a sua opinião, comentário ou questionamento sobre o texto.

NOTAS :

- Não serão tolerados qualquer mensagem contendo conteúdo ofensivo ou de spam.
- Os comentários são de plena responsabilidade dos seus autores, ainda que moderados pela administração do site.
- Os comentários não representam a opinião do autor ou do site.

MAIS DE ÓTICA COTIDIANA