Estilhaços














Passou-se um tempo
Mas o suficiente?
Às vezes entro em conflito,
Com as razões que me motivam a existir

Passou-se
Teria sido o bastante?
Havia o temor na partida
Por àquilo ir de vez e não voltar

Um tempo
Ir. Sair. Tivemos um adeus formal?
No silêncio, foi-se e não retornou,
Nem mesmo nos gritos e das lágrimas de dor

Tempo
Tudo que temos são àquelas vivências?
Elas, a cada novo dia, são estilhaçadas
Pelos próprios truques do tempo, verdadeiro esquecimento

 

MAIS DE ÓTICA COTIDIANA