A experiência singular








O quão injusto pode ser a profundidade dos seus sentimentos?
O quão eles podem te aprisionar ou te destruir?
O quão eles podem te libertar?

Não confie em quem joga com seus sentimentos
Nem em quem faz pouco caso deles
Porque o sentir é sempre uma experiência singular 




  
  





MAIS DE ÓTICA COTIDIANA