monólogo







– O que é mais fácil superar: uma paixão ou um amor? – perguntou a jovem ao sábio.

– Depende do que você está acostumada a sentir, respondeu.

– Eu sinto algo que nunca senti... Acho que não sei te explicar direito.

– Imagino que esteja amando. Respondendo a sua pergunta, acho que vai depender do seu preparo e equilíbrio. Esquece-se duma paixão, desejando outra vez. O desejo é a grande chama que mantem viva a explosão sentimental que é estar apaixonado por alguém. Mas o amor parece mais complicado.

– Por quê?

– Porque só se supera um amor, amando outra vez e perdoando a si mesmo pela frustração de não ser correspondido. O problema é que quem sofre por um amor, dificilmente consegue amar e se entregar a outro alguém tão rápido quanto é desejar. O tempo e dimensão sentimentais são mais duradouros.

A garota observa o sábio pensativa e parece temer o que sente.


– Não fique aflita. Isso é só a opinião de um velho que amou durante toda uma vida uma série de alguéns que nunca retribuiu. O amor deve ser qualquer outra coisa fácil de superar. Fique tranquila. Mas provavelmente você irá escutar, ao longo da vida, a afirmativa “é vida que segue” sempre que sofrer por alguém. Então, siga amando ou se apaixonando. 








MAIS DE ÓTICA COTIDIANA