Densidade





O silêncio era duro e agudo
Feria como uma pedra jogada do alto

O silêncio era o surto, a infelicidade da solidão
E da constatação da realidade fantasiada

Quem desejaria a companhia dele agora?
Quando ele significa a perda e isolamento?


O silêncio era o tapa e soco no rosto,
Dado sem dó e que deixava marcas de sua intensidade

Perturbava, enlouquecia e feria, deixava rastros
O silêncio era denso, porque anunciava a liberdade










MAIS DE ÓTICA COTIDIANA