Sussurros agudos






Vozes circulavam pela sua mente
Em forma de sussurros agudos e acelerados
Em silêncio, a sua consciência é turva,
Por não conseguir se aprofundar em nada

Acreditava precisar do silêncio
Precisava sentir que o tempo passou
Mas as horas eram longas
E tudo se tornava mais largo e denso

Ansiava pelo silêncio do silêncio
Pelo fim dos sussurros agudos e acelerados
Pedia por dias e noites,
Enquanto estava só

Mas a única coisa que não previu
É que na necessidade por paz
Nem sempre tudo é conhecido
E o desconhecido às vezes causa dor

#Footnote:

Olá amigos,

Um mês longe de vocês e como contei os dias para voltar. As férias do blogger acabou sendo mais longa do que o previsto, aconteceram coisas que me impediram de publicar. Mas acabou a espera :)
Estou pensando em aumentar o fluxo de postagens agora em agosto, mas nada certo.
Por enquanto continuo com as atualizações nas sextas-feiras (20h) e nas terças-feiras (10h).

Um grande abraço.

MAIS DE ÓTICA COTIDIANA