Pedaços





O desafio dos primeiros dias
É o de livrar-se dos pedaços
Eles são aparentemente estruturantes
E eles estão presos a tudo que você era até então

Mas ainda que não lembre,
São pedaços, partes, fragmentos
Sozinhos não significam,
Mas o conjunto provoca reações

Zonas de conforto criadas são ceifadas dia após dia
Sua principal companhia pode ser o temor pelo vazio
Tudo é incerto, mas será que já foi concreto um dia?
Por isso resiste a entregar-se ao desconhecido,

Porque um dia tudo pareceu concreto e real
Ah os primeiros dias...
Primeiros a relembrar
E os mais resistentes ao esquecimento ∞




*Texto publicado como sequência ao especial Antologia do fim 


MAIS DE ÓTICA COTIDIANA