Garantias que o universo te dá



Tudo é cíclico. Há etapas fundamentais em toda uma vida. Passar por elas é, na maioria das vezes, um recurso necessário para garantir a humildade, conquistar a sabedoria e evolução pessoal

Se a sincronia da vida um dia te parecer assustadora, tranquilize-se. Não há o que temer, é apenas uma questão de ponto de vista. No universo, existem muitos elementos cíclicos e a vida é apenas mais uma. Somente quando completamos ciclos somos capazes de perceber o quão vital é este movimento para a nossa evolução. Nascemos e crescemos sem nos darmos conta de que estamos com um pulmão ou coração maior. Elencado a tudo isso, ganhamos experiências. O interessante em cada uma destas etapas é que uma irá interferir na recepção e experimentação da outra. Nada é isolado, tudo é harmônico.
Em um ciclo, há maior disponibilidade de energia física e mental para realizar grandes feitos. Em contra partida, há tendências frequentes à arrogância, devido a possíveis ideais de independência. Casualmente, ocasionando em atropelos a princípios básicos, provavelmente necessários para outras etapas. E é justamente quando se alcança experiência julgada necessária e a tão sonhada estabilidade, que as suas limitações físicas -- e por vezes mentais -- passam a diminuir. A dependência aumenta e então você consegue perceber, que este envelhecimento é nada mais do que uma forma que o universo garantiu para que você conheça a humildade.
De repente, uma caminhada até o parque de sempre parece mais extensa. Subir degraus parece vencer obstáculos. Descer de um ônibus, enquanto te empurram, também. O tempo é percebido de outra forma. Há fases de doçura e outras de amargura num único lapso temporal. As coisas vão mudando, mas a sua essência lá da primeira etapa se mantém. Ainda que tenha se expandido ou se transformado. Imagine se você é hoje, alguém digno do orgulho que imaginou e sonhou quando estava em uma das outras etapas.
É interessante como o horizonte muda. Na primeira etapa vemos tudo muito grande, na segunda, vemos tudo pequeno demais e sentimos por não termos tempo em ver essas coisas com a devida atenção. Na terceira, vemos as coisas grandes e pequenas com a mesma distância. Se vivêssemos eternamente em uma das etapas, certamente nos acharíamos dono do mundo e consequentemente erraríamos mais. Avançar as etapas da vida, cumprir os ciclos, é a maneira de reconhecer se você realmente conseguiu assimilar o conceito e vivência da palavra humildade.
No final as coisas, as experiências e acontecimentos acabam num sentido lógico e muito pessoal. Por isso a real necessidade em montar as peças, de acordo com o sentido que você idealiza. O equilíbrio disso tudo é a sabedoria transcendente e acima de qualquer limitação ou ambição, de qualquer uma das outras etapas. 

Comentários

  1. Me senti vendo uma imagem que circula pela web com uma frase parecida 'Será que a criança que você foi teria orgulho do que és hoje?' e acho que isso faz sentido.
    Mais um belo post e eu nem pensava na vida com essas etapas mas teve um ponto bem legal que devo concordar com você, é o 4º parágrafo e eu só consegui rever isso agora. Estou entrando no segundo estágio da vida =O

    Abraço meu car Vini

    ResponderExcluir
  2. Vin,

    Li, mas estou sem net que permita comentar. Volto no domingo.

    Beijos,

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bem-vindo a Ótica Cotidiana!
Obrigado pela visita e leitura do texto.


Participe deixando a sua opinião, comentário ou questionamento sobre o texto.

NOTAS :

- Não serão tolerados qualquer mensagem contendo conteúdo ofensivo ou de spam.
- Os comentários são de plena responsabilidade dos seus autores, ainda que moderados pela administração do site.
- Os comentários não representam a opinião do autor ou do site.

MAIS DE ÓTICA COTIDIANA