Quer vencer na vida de verdade? Então faça isso direito!





Vencer na vida não significa necessariamente conseguir comprar coisas, ou ter poder para obter muitos bens e controlar muitas pessoas. O conceito de vencer na vida, a meu ver, vai muito além.
Vai além porque objetos materiais qualquer um pode ter, valendo-se das regras que regem as relações financeiras e as criações humanas. Muitas delas descartáveis, efêmeras e voláteis. Não é materializar as ambições rastejantes dos humanos e sim o que está além da sua própria sombra e olhos.
Vencer na vida no seu sentido amplo é muito mais, por isso poucos vencem. Talvez a satisfação de vencer na vida seja indescritível, de tão singular que é. Mas isso não isenta a sua percepção e veracidade. Não se engane e nem se conforme quando disserem que ela não existe.
 Vencer é alcançar o abstrato: a realização. É conseguir desenvolver a própria capacidade intelectual, espiritual e humana em criar ou desenvolver as suas potencialidades singulares, em favor de um ideal pessoal. Esta realização é capaz de atingir a muitos outros de forma positiva, possibilitando transformar vidas e realidades. Este é o sentido de vencer a vida.  
A evolução do espírito humano é o equilíbrio. Tudo isso é individual, mas atinge todo o universo. Não existe menos importante nesse jogo. Se numa multidão de pessoas você retirar apenas uma, ela fará falta para alguém. Cada pessoa é um livro. Um livro repleto de potencialidades e conquistas, que muitas vezes se mantém fechado, por na sua aparência fechada julgarem que o conteúdo não possui tanto valor. Costumam valorar apenas títulos em contextos criados artificialmente. Com tanta pressa só resta, para muitos, render-se aos títulos.
Vencer a vida é vencer a própria ignorância em achar-se superior aos demais -- pelo que tem e acha que tem -- em não se apegar a preconceitos, limitações físicas, rótulos tipicamente humanos e principalmente a própria ganância em querer tudo, oferecendo tão pouco.
Ter conseguido poder para ter bens, é só uma consequência e nem tão importante quando se conquista a vitória em ter vencido a vida no seu sentido abstrato. Não se engane com essas pessoas e nem com a satisfação temporal em ter ‘vencido’ a vida, porque tem um carro do ano, uma casa/apartamento num bairro bacana e uma conta recheada. Evidente que precisamos de dinheiro, enquanto vivermos no sistema atual. Mas ele sozinho não representa evolução alguma, muito pelo contrário -- diante do que as pessoas são capazes de fazer a si e a outros, por ele -- significa a involução do próprio espírito. Se pergunte mais vezes, diante de um materialismo frustrado: quando se morre, o que se deixa nos outros e no mundo?
Então, se você quer de fato vencer na vida, faça isso direito! Corra atrás do que importa que o resto, que vem do convívio humano, é só uma consequência. Não acumule ignorância, arrogância e nem ganância. Procure acumular realizações pessoais e intelectuais e então você perceberá que as coisas que você precisa para viver muito bem, virão naturalmente e por muito mais tempo do que a do conjunto de pessoas que se dizem vencedoras. Cuidado para não se enganar com estas pessoas que venceram na vida. A tendência em ser ilusória é real. A tendência de você ser substituído facilmente também.
Para vencer na vida é preciso querer. Mais uma vez: por isso poucos vencem. É um querer de verdade, mais do que qualquer outra coisa. E o resultado: absurdamente superior à própria compreensão de meros mortais. Faça isso direito. Se quer vencer, vença de verdade. O resto é só uma consequência. Inverta caminhos tradicionais e descubra uma lógica de sucesso pessoal e imaterial. 



Comentários

  1. Oi Vinicius
    Muito bom! Continue assim, e vc realmente vencerá na vida! Concordo plenamente com vc, me considero uma vencedora, e não sou rica, mas tenho uma família maravilhosa, que me apóia e está ao meu lado nos momentos mais difíceis e nos felizes também.
    Bjão meu querido. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  2. Esse seu texto me lembrou de um garoto que rezava e pedia um Playstation pra Deus.
    Algumas pessoas se sentem vencedoras por adquirirem bens materiais, mesmo os parcelando em milhares de vezes.
    Eu concordo com você! Devemos batalhar por aquilo que realmente importa.

    ResponderExcluir
  3. Luciana Souza,

    Obrigado Lu! Sem dúvidas essas realizações são superiores e muito mais nobres. Elas são duráveis e singulares!

    Beijos :***

    ResponderExcluir
  4. Rodrigo,

    Sim, quando conquistamos o que realmente importa encontramos o caminho para a autorealização. Nenhum cartão de crédito pode te dar isso.

    Abraços e obrigado pelo comentário!

    ResponderExcluir
  5. Oi Vi,

    Tudo bem? Que texto!Demorei a chegar porque trabalhei quase até agora. Não gosto muito dos clichês sobre vencer na vida a partir de manuais ou best-sellers, mas gostei da sua objetividade e caminho traçado.

    Bom domingo e desejo de muita inpiração.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  6. Concordo, Vinicius. Vencer na vida é tão mais do que a gente possa nomear, adjetivar. Mas, ainda que não possamos nomear ou adjetivar, vencer na vida vai muito além de adquirir coisas materiais. Vencer na vida é realizar os desejos da nossa alma e encontrar o caminho da felicidade para o nosso coração. Vencer na vida é alcançar metas traçadas com tanto esmero. Vencer na vida é realizar-se plenamente, de modo que a alegria não cabe na alma e no coração. Vencer é deixar um velho 'eu' todos os dias, evoluindo diariamente como ser humano. Isso são umas das coisas que caracterizam o verdadeiro 'vencer'.
    Belo post!
    Um abraço!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu,

    Agradeço o comentário e visita.
    Acho que não é uma questão de objetividade, mas de princípios.. rs

    :***

    ResponderExcluir
  8. Erica,

    Com certeza, acho que o que não é tão visível e palpável é o caminho para a evolução, o resto é acessório, que encaixamos com o tempo.

    Obrigado pela visita e comentários!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bem-vindo a Ótica Cotidiana!
Obrigado pela visita e leitura do texto.


Participe deixando a sua opinião, comentário ou questionamento sobre o texto.

NOTAS :

- Não serão tolerados qualquer mensagem contendo conteúdo ofensivo ou de spam.
- Os comentários são de plena responsabilidade dos seus autores, ainda que moderados pela administração do site.
- Os comentários não representam a opinião do autor ou do site.

MAIS DE ÓTICA COTIDIANA