Os nossos sonhos são nossos?


Os nossos sonhos sempre aparentaram nossas aspirações? E se tudo não for uma projeção, com base no que acreditamos ser bom somado ao que vimos na felicidade dos outros? É normal nos apaixonarmos pela realização e pela felicidade, o bom sempre é atraente. Mas esse sentimento pode representar ilusões.
Os nossos desejos são os nossos desejos? Costumamos nos espelhar em ideais tão institucionalizados, que nos frustramos em não conseguir alcançá-los. Será mesmo que o que você sonha vem de você? Cuidado para não sair por aí, lutando e vencendo batalhas por algo que não é seu.
Já imaginou chegar ao final da linha e descobrir que algo não era exatamente o que queria e então ter de recomeçar? Não que o recomeço signifique algo negativo, mas imagine uma vida inteira tendo de ser revista? Nem todo mundo possui disponibilidade em retornar às bases iniciais. Pode não haver tempo.
 Se você pudesse viajar no tempo e nos pensamentos buscando justificativas para o que deseja hoje, seria aceitável o sonho que mantém? Tudo bem, nem tudo precisa de justificativa clara, basta ser seu. Reconhecemos quando algo é nosso à medida que nos envolvemos.
Sentimentos se misturam muito fácil, nada nunca vem sozinho. Sonhos, desejos, expectativas, ansiedade, imediatismo, tudo conectado em uma sintonia assustadoramente perfeita. É justamente pelo intangível que nos envolvemos. É no intangível que encontramos a força para continuar a sonhar. Sonhos são sempre sonhos e materializados ou não, outros sempre virão. Resta saber o que é o meu, o que é nosso e o que é admiração pelo do outro.

Comentários

  1. Parabéns Vinny. E deixo uma pergunta... E qdo não sabemos o q queremos de verdade? Dificil é reconhecer e lutar por algo q realmente queremos... Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Verdade Helena!
    Imagine o quão complicado é viver sem ter ao menos uma coisa a desejar, mas acredito que deve existir sim algo, ninguém é tão neutro assim...
    Mas nestes casos, só resta envolver-se com as necessidade e com o mundo para então desejar e buscar.

    Obrigado pelo comentário e pela visita *-*

    Beeeeijo

    Obrigado pelo comentário Jadson Ramos.

    ResponderExcluir
  3. Esse seu texto me fez refletir mais uma vez a respeito de um dos meus maiores dilemas...Será mesmo que alguns caminhos que tenho seguido - e diga-se de passagem não tem me deixado muito contente -, é mesmo digno de me ter continuando a trilhá-lo? Também não gosto dessa coisa de voltar atrás, mas às vezes é sim necessário. Acho que nos cabe dizer a hora em que devemos largar de mão os medos, os sonhos que outros tem para nós, e simplesmente meter as caras naquilo que queremos.
    Você, como sempre... Brilhante, Vinny. Dizer que sou sua fã não é nenhuma novidade, né?
    Ah, sim senhor, e o layout tá lindo! *-* De todos os que já fez, acho esse o melhor e mais a cara do blog!
    Amei!
    Beijoos de sua amiga 'dona Emi', hahaha...

    ResponderExcluir
  4. Owwn Dona! Muito obrigado pelo carinho.

    Sim, de fato penso nisso mesmo, será mesmo que os nossos sonhos são nossos? Porque assim, a gente se deixa levar muito pelo momento, pelo o que os outros parecem ser. Queremos felicidade e realização.
    Enfim, acho sim que precisamos encontrar a espontaneidade para enfim livrar-se dos sonhos que não são 'nossos'.

    Beeijos <3

    ResponderExcluir
  5. Vinicius, acho que você foi bastante feliz e envolvente neste texto.
    Acredito q mta gente viaja nos sonhos dos outros sim.

    Abração cara, seus textos são foda!

    ResponderExcluir
  6. Já era. Notei que a intencidade com a qual fez um novo template pro blog também esteve presente aqui no texto e cara, posso dizer que este muito me agradou e por vários motivos. Um deles é a frase: 'cuidado pra não sair por aí, lutando e vencendo batalhas por algo que não é seu' isso me fez pensar nas coisas que eu vivo, que eu penso e que eu luto... hehehe. Quanto ao comentário da Helena, seria legal dimencionar alguns 'querer' em sua vida, mesmo que pequeno e fáceis, aí vc conseguirá buscar coisas maiores, mesmo sendo derivados, eles farão parte de um querer só seu. Eu mesmo já estou com metade do caminho pronto hehe. Vini meu caro, o blog ainda mantem todo o ambiente legal q só o seu blog tem e ainda traz um novo 'Vini' algo bem legal. Parabéns cara e velho, vou adotar essa frase junto ao contexto seu na minha vida e pensamento.

    ResponderExcluir
  7. Obrigado pelo comentário Rafa e Ricardo!

    Ricardo, obrigado! Muito bom saber que você gostou, esteja sempre convidado a ler mais e a vir mais aqui no blog! Será sempre um prazer.
    -
    Fico feliz que tenha gostado tanto do layout quanto do texto viu Rafa? E fico mais feliz ainda em você levar o que você leu aqui com você, obrigado de verdade!

    Abraços =D

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bem-vindo a Ótica Cotidiana!
Obrigado pela visita e leitura do texto.


Participe deixando a sua opinião, comentário ou questionamento sobre o texto.

NOTAS :

- Não serão tolerados qualquer mensagem contendo conteúdo ofensivo ou de spam.
- Os comentários são de plena responsabilidade dos seus autores, ainda que moderados pela administração do site.
- Os comentários não representam a opinião do autor ou do site.

MAIS DE ÓTICA COTIDIANA