O livro






Um livro para que seja bom requer tempo e disposição, tanto para escrever, quanto para ler.
Um livro jamais deve ser julgado pela capa. Um bom livro jamais deve lido com os mesmos olhos.
O livro é a fusão de sentimentos, ora meus, ora do mundo.
O livro para ser rico precisa de elementos singulares, capaz de dar a subjetividade, a liberdade que lhe é sua por direito.
O livro de minha autoria é instável e alquimista. Volta e meia transforma lágrimas em sorrisos, volta e meia é ampliado e diversificado.
O livro é um mistério quando fechado, e mais ainda quando aberto -- para muitos que não sabem ler, ou que leem de maneira superficial. Não existe leitura rápida deste livro.
Eu sou assim, um livro.
Preciso de tempo e disposição para viver. Não devo e nem posso ser julgado só por causa de impressões. Sou a fusão de sentimentos, alquimista quando necessário. Um mistério aos olhos de quem vê de longe, e talvez pros que veem de perto.
O livro de minha autoria, que se chama vida é o constante aprendizado da renovação. 

Comentários

  1. Eeeita Vinicius, gostei do seu livro.

    Na verdade, achei bem interessante a forma como relaciona o livro a sua vida, tbm penso assim sabe. Mas é dificil acreditar que tem pessoas que preferem o dinheiro que o livro consegue quando os leem, que prefere ler revistas quando não lêem a grandiosidade das páginas de um livro, se é que você me entende. Acho que foi bem legal as suas palavras. Abraço mano!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bem-vindo a Ótica Cotidiana!
Obrigado pela visita e leitura do texto.


Participe deixando a sua opinião, comentário ou questionamento sobre o texto.

NOTAS :

- Não serão tolerados qualquer mensagem contendo conteúdo ofensivo ou de spam.
- Os comentários são de plena responsabilidade dos seus autores, ainda que moderados pela administração do site.
- Os comentários não representam a opinião do autor ou do site.

MAIS DE ÓTICA COTIDIANA