Cegueira atemporal



São perceptíveis as nuvens frente aos olhos, elas funcionam como uma espécie de vendas ocultando verdades. É como deixar tudo para trás, para acreditar em algo que supostamente se mostrou sólido e confortável e que, mais supostamente ainda, fez bem. Escolhas são feitas, detalhes eliminados e, é claro, sonhos são despertados. Talvez tudo aconteça de forma sutil, em um breve momento onde fatos ou sentimentos, frutos destes momentos de transição e de transformação, são esquecidos.
Quando o sentimento de cegueira passa é possível perceber que não há mais nuvens, e finalmente o óbvio é explicitado. O óbvio que custamos não acreditar ou aceitar por muito tempo. Por mais que todos os pequenos sinais estivessem sendo postos em nossa frente, não conseguíamos ver. Havia nuvens que condicionaram uma involuntária cegueira temporal.
Parece existir um descompasso com a imagem frente ao espelho, com o rosto coberto por algo que veio de dentro. A sensação de que algo se fechou ou secou aumenta ainda mais a angústia e o sofrimento. É como levantar da cama e desejar que tudo fosse apenas, e somente, um pesadelo. Se até pesadelos já parecem tenebrosos, imagine a situação real, que por mais que não se deseje, acontece e sempre de forma inesperada.
Por mais que saibamos de que muitas coisas não serão para sempre, costumamos a imaginar que tudo será eterno. Nossos amigos, familiares, ídolos, amores, animais de estimação, fama, sucesso, tudo, tudo, tudo, inclusive nós mesmos. É confortável pensar assim. E crendo nisto, como uma espécie de fé cega, ocultamos e não percebemos pequenos grandes detalhes, porque queremos só àquilo e só aquele momento interessa. Nos entregamos à cegueira sem nem percebermos. Quando o efeito passa, e não há mais nuvens funcionando com vendas, chega à realidade, e o sentimento de ‘Meu Deus, como eu não percebi?!’. As coisas óbvias enganam, mas a cegueira temporal mais ainda. Lembra-se da busca pelo conforto? Das coisas que achamos que esquecemos? E das mudanças que ocasionam dor e ao mesmo tempo amadurecimento? Tudo pode ter começado aí. Na cegueira temporal de crer que o latão é ouro.
Quando se está cego é possível ver os erros? Sim, evidente. Mas estamos tão reféns e passivos dessas nossas crenças, que pouco adianta. Por vezes só percebemos que estamos cegos quando um grande erro é cometido e ocorre um ferimento. Então cai a ficha de que antes deste grande, havia pequenos e até mais nocivos erros. Perceber e assumir que estava errado, em relação a algo não é uma tarefa fácil, tendo em vista que entrará o orgulho e muitos outros sentimentos e vivências.
Somos e estamos sendo criados para não sermos passados para trás, e isso dificulta ainda mais para perceber de que àquilo era um engano, decepção ou uma ilusão. Soa como vergonhoso. Contudo, se enganar é tão comum em dias de hoje. O engano é uma etapa da superação, do aprendizado.
Se recuperar dos efeitos da pós-cegueira é fácil? Evidente que não, até que a descrença quase que total se conclua, e que outros sentimentos se atenuem, gastamos tempo e por vezes sofremos muito. Mas se tem algo de consolo que serve neste momento, é a crença de que estamos nos livrando de viver de uma ilusão e de uma cegueira, que para o tempo, congela sentimentos e aquecem outros.
Enfim, se tudo acontece é porque estamos buscando a felicidade. Não se culpe por isso. Isso é mais normal do que você imagina, aliás, é isso que te mantém vivo. Uma ilusão pode parecer e ser confortável, não se espante. Somos humanos e temos necessidades tanto no plano físico quanto no plano sentimental. 



Comentários

  1. interessante esse post,
    cada paragrafo me fez pensar em uma coisa diferente HUIAEIUAHUIEHA

    ResponderExcluir
  2. Suas palavras ajudam mais do que atrapalha, mas ainda sim me fez pensar que nem sempre tudo isso é ruim. Li um conto estes dias de um carinha que estava querendo tanto uma coisa que não encontrava um caminho para executar o desejo, mas só via o caminho, ele estava cego. Mas por outro lado, ver as coisas como se fossem eternas, me faz pensar que sou mais forte, que no hoje tenho tudo. Sei que um dia as coisas acabam, e ao menos eu me preparo para o amanha neste sentido. Bem, foi legal ler teu post. Ve se escreve mais. té mais!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bem-vindo a Ótica Cotidiana!
Obrigado pela visita e leitura do texto.


Participe deixando a sua opinião, comentário ou questionamento sobre o texto.

NOTAS :

- Não serão tolerados qualquer mensagem contendo conteúdo ofensivo ou de spam.
- Os comentários são de plena responsabilidade dos seus autores, ainda que moderados pela administração do site.
- Os comentários não representam a opinião do autor ou do site.

MAIS DE ÓTICA COTIDIANA