Sonhos e desejos





Sonhar é tão necessário quanto respirar. Sem sonho não há desejo e sem o desejo não há realização

Têm sonhos ou desejos? É provável que sim. Se acha que não tem, melhor que procure um agora mesmo. E quanto à materialização deles, acredita? Pode ser que fique em dúvidas, mas é aconselhado que acredite na materialização. Inevitavelmente você precisa disso.
O motivo? Como poderia viver sem desejar nada, sem expectativas ao som de ‘deixa à vida me levar’, ou que viver é lucro? Impossível e angustiante. Seria como conviver com o eterno vazio da infelicidade plena. Se não há desejo não há como existir a realização.
Quando se discute as dimensões e efeitos dos sonhos, acabamos relacionando com a sua dimensão pública. Para quem você conta seus sonhos e desejos? Para todos, para alguns, para amigos, ou guarda só para si? Essa questão é um tanto delicada. Há uma tendência geral em achar que o sonho alheio é ilusão, principalmente quando eles interferem no tamanho e na força dos nossos. É justamente aí que mora o problema.
Ninguém nunca está pronto para que o seu sonho seja recebido com gargalhadas. Afinal, se você resolve dividir o sonho com alguém, é sinal de que acredita na possibilidade de realização. Mais ainda: confia em quem se está dividindo o sonho. Quando reagem com risos, deboches ou mesmo na própria tentativa de minimizar e levar ao pessimismo, é evidente que sentiremos o peso. Sobretudo se a reação partir de alguém que amamos.
Há um contágio geral. Alguns parecem alimentar-se da infelicidade da desistência da realização do outro. É como se a ação anestesiasse as suas frustrações e falta de coragem para realizar os seus sonhos, na liquidez e infelicidade alheia. É medíocre o pensamento: ah se eu não posso, ele também não. Assim como o: se eu não consegui - que sou assim e assado - acha mesmo que você vai? O que te faz diferente?
Quando se inverte a situação, caímos na singularidade. Cada um com seus sonhos e com a sua força para realização. É diferente para cada pessoa e só faz sentido sendo assim. Dividir sonhos faz muito sentido e até faz bem. Mas devemos levar em conta que nem sempre as pessoas irão recebê-lo da maneira que imaginamos.
Por último, é importante alimentarmos crenças maiores que os próprios sonhos. A crença de que é possível realizar e obter o que se acredita. Se nos deixarmos abater com qualquer coisa ou se limarmos os sonhos que carregamos, ou os dos outros, estaremos alimentando uma crença utópica e devastadora de que o homem pode viver bem sem sonhos ou desejos. Como uma folha em branco, um barco sem vela, a espera de qualquer coisa, menos da própria realização.

Comentários

  1. Em: 05/07/2008 19:36:52

    Hummm! Tô gostando das coisas que vc anda escrevendo aki. Gostei do assunto \"Sonhos e desejos\". Parabéns tá indo mto bem kkkkkkkkkkkkkkkk! Pronto, comentei. Será que serei o único comentário? kkkkkkkkkkkkkk divulgue aki viu.
    Legal escrever oq vc pensa, e eu sei que vc pensa e reflete sobre tudo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bem-vindo a Ótica Cotidiana!
Obrigado pela visita e leitura do texto.


Participe deixando a sua opinião, comentário ou questionamento sobre o texto.

NOTAS :

- Não serão tolerados qualquer mensagem contendo conteúdo ofensivo ou de spam.
- Os comentários são de plena responsabilidade dos seus autores, ainda que moderados pela administração do site.
- Os comentários não representam a opinião do autor ou do site.

MAIS DE ÓTICA COTIDIANA