Anos em ano


Quando você vive muitas eras em um curto espaço de tempo

Às vezes o mundo pode parecer injusto por presenciamos e vivermos fatos ruins num espaço de tempo muito curto. Nos desgastamos, perdemos a esperança e a inocência muito mais rápido do que talvez num curso convencional da vida. Aliás, grande parte das pessoas vive a vida inteira com traços de esperança e inocência, elementos que as mantém num mundo repleto de adversidades.
Consequência destes movimentos ou não, o passado parece cada vez mais distante, coexistindo com aquela sensação de que amadurecemos, crescemos e vivemos. Vivemos muito, às vezes cinco anos em um. O desgaste de décadas opera-se em semanas. Esses sinais, que podem ou não se refletir nos nossos olhos, parecem fortes, presentes e eternos. Parece difícil imaginar muitos anos no curso convencional, quando tudo parece tão rápido, denso e comprimido em tempos e espaços tão curtos e efêmeros.
Viver muitos anos em um só pode parecer doloroso, mas o processo pode se revelar sadio a nossa existência e compreensão do nosso papel na vida das pessoas ao nosso redor, para nós mesmos e para o mundo.  




Comentários

  1. Em: 11/07/2008 16:27:11, nanda.fer.14@hotmail.com

    Adoreeii o seu blog, muito bom, você escreve super beim, nosssaa gostei mesmo ;D
    eu adoro pessoas que escrevem aquele textão, ai eu dedico um tempão para essas pessoas, parece que ela querem mesmo sua atenção e você me parece assim xD
    eu continuarei vendo seu blog enquanto escrever muiiitttttooo eu addoooorrrroooo, mentira , você escreve tão bem, me toca tanto que até um pouquinho eu vou ver aqui xD

    beijocas querido :*

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bem-vindo a Ótica Cotidiana!
Obrigado pela visita e leitura do texto.


Participe deixando a sua opinião, comentário ou questionamento sobre o texto.

NOTAS :

- Não serão tolerados qualquer mensagem contendo conteúdo ofensivo ou de spam.
- Os comentários são de plena responsabilidade dos seus autores, ainda que moderados pela administração do site.
- Os comentários não representam a opinião do autor ou do site.

MAIS DE ÓTICA COTIDIANA